Você está aqui:

Notícias

Governo vai revisar benefícios dos servidores da Funed

08/02/2018

Governo de Minas Gerais se compromete a rever valores de benefícios e servidores da Funed suspendem greve

 

Em reunião realizada nesta quarta-feira, dia 7, na Fundação Ezequiel Dias (Funed), representantes da Seplag e dos trabalhadores discutiram as reivindicações dos servidores da instituição. Ítens importantes da pauta, como revisão do valor do adicional de insalubridade e do vale-transporte, passarão por um estudo para possível concessão.

No fim do ano, o Governo do Estado já havia concedido o vale-alimentação para os servidores da Funed nos mesmos moldes que recebem os servidores da Fundação Hospitalar de Minas Gerais (valor de R$ 18,00/dia). Em abril foi definido que haverá uma nova rodada de negociações com a categoria. Como resultado da reunião, os servidores da Funed suspenderam a greve e voltam às atividades normais a partir de quinta-feira, dia 8.

Notícias relacionadas

Controladoria-Geral do Estado e SES-MG promovem curso de Responsabilização de Pessoas Jurídicas
10/10/2017

O encontro teve como objetivo ampliar a compreensão das servidoras e servidores da SES-MG sobre as interações com pessoas jurídicas, como fornecedores de bens e serviços e empresas que solicitam autorizações e licenças de modo a contribuir com a apuração e transparência do trabalho.

CGE implanta Rede Observatório da Despesa Pública em municípios mineiros
11/10/2017

O sistema tem como finalidade também atuar como “malha fina” da despesa pública, com o objetivo de garantir a correta aplicação dos recursos. Ao trazer o projeto federal para Minas, a CGE se comprometeu a replicar o observatório para os municípios, no projeto chamado ODP municipal.

Fernando Pimentel defende encontro de contas imediato para ressarcimento de perdas fiscais da lei Kandir
16/10/2017

Segundo estimativas do Estado, a União tem que repassar ao Estado cerca de R$ 135 bilhões, valor relativo às perdas com a Lei Kandir nos últimos 20 anos. Criada em 1996 pelo governo federal, a Lei retirou o ICMS incidente sobre produtos exportados, penalizando os estados.