Você está aqui:

Notícias

Parceria entre Governo de Minas e Cemig promove eficiência energética em escolas e hospitais do Estado

Iniciativa irá substituir lâmpadas e equipamentos de alto consumo de energia, entre outras medidas

A Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) se reuniu, na última sexta-feira (3/5), com representantes da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), para dar encaminhamento às ações do projeto de Eficiência Energética, que é uma das frentes de trabalho do Programa Estadual de Gestão de Água e Energia. A parceria com a Cemig, coordenada pela Seplag, irá beneficiar 3.600 escolas estaduais, além de hospitais e farmácias da rede estadual com substituição de lâmpadas e equipamentos, entre outras medidas que atendem aos critérios de eficiência energética.

O Programa Estadual de Gestão de Água e Energia prevê a redução de mais de R$ 50 milhões por ano em gastos energéticos e hídricos. Dentro do projeto de Eficiência Energética, a Cemig se propôs a investir R$ 32,4 milhões na área da Educação, com substituição de lâmpadas por LED e instalação de painéis fotovoltaicos para geração de energia solar. O objetivo é que, em dois anos, o projeto esteja implantado em todas as 3.600 escolas da rede estadual. 

“A medida trará benefícios a alunos, professores e servidores, uma vez que irá melhorar a iluminação das instalações, impactando diretamente na qualidade do ensino oferecido, e aumentando a segurança de toda a comunidade escolar”, disse o titular da Seplag, Otto Levy, que ressaltou, além da economia, a sustentabilidade ambiental do projeto. Em 600 escolas, a iluminação já foi modernizada com a troca das lâmpadas e, em 50 delas, com a instalação dos painéis fotovoltaicos. Ao final do programa, a expectativa é de que mais 250 painéis estejam instalados.

Além de sustentabilidade, a substituição por itens de menor consumo e maior durabilidade também garante uma economia permanente e duradoura, prevista em R$ 2,3 milhões por mês. A iniciativa também prevê a correta destinação das lâmpadas substituídas.

O projeto de Eficiência Energética nas escolas acontece paralelamente ao Conexão Educar, outro projeto da Cemig, que atende 300 mil alunos de 600 escolas, em 100 municípios mineiros. O Conexão Educar possui uma base móvel e realiza capacitações de professores e alunos em escolas públicas de Minas Gerais sobre o uso correto da energia e dos recursos naturais, promovendo a conscientização da comunidade escolar. 

Também foram elaborados livros sobre eficiência energética, em conjunto com a Secretaria de Estado de Educação (SEE), e disponibilizados equipamentos de multimídia aos professores, como notebooks, projetores e caixas de som, para realização de aulas abordando a questão da sustentabilidade.  

Saúde

A parceria entre a Seplag e a Cemig também inclui ações de eficiência energética nos hospitais do Estado, como os da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig), do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais (Ipsemg), da Polícia Militar e da Polícia Civil, além de outras unidades de Saúde, como farmácias regionais, além da central de vacinas.

O projeto irá substituir lâmpadas e equipamentos que demandam alto consumo de energia, como autoclaves, secadoras e focos cirúrgicos. A iniciativa também prevê a realização de cursos para os profissionais da Saúde sobre gestão energética hospitalar, buscando promover a correta utilização da energia elétrica e garantir benefícios duradouros, perpetuando a cultura de eficiência energética
 

Notícias relacionadas

 Fundação João Pinheiro divulga Informações sobre a participação das mulheres no mercado de trabalho em Minas Gerais
07/03/2018

O estudo apontou que a estimativa da População Economicamente Ativa (PEA) das mulheres reduziu 1,1% no período, enquanto a dos homens permaneceu estável. Houve redução de 4% de postos de trabalho para as mulheres e do aumento de 24,9% do número de desocupadas no período.

Governador Romeu Zema apresenta reforma administrativa e prevê economia de R$ 1 bilhão durante mandato
05/02/2019

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, e os secretários de Estado de Planejamento e Gestão, Otto Levy, e de Fazenda, Gustavo Barbosa, apresentaram nesta terça-feira (5/2), o projeto de lei da reforma administrativa, que será enviado em regime de urgência à Assembleia Legislativa de Minas Gerais.