Você está aqui:

Notícias

Governo expande ações para combater seca no semiárido

24/05/2018

Governo expande ações para combater a seca no semiárido mineiro

Um dos principais objetivos é de propiciar o acesso à água para consumo humano a famílias de baixa renda e residentes na zona rural

 

O Governo de Minas Gerais vem, ao longo dos últimos anos, investindo em programas para a melhoria da qualidade de vida dos mineiros que vivem no semiárido. Umas das principais medidas adotadas pelo Estado, em parceria com a União, é o desenvolvimento do programa Água para Todos, que visa à universalização do acesso à água para consumo humano e para a produção agrícola e alimentar em áreas rurais que vivenciam a situação de escassez hídrica, no Norte e Nordeste de Minas Gerais.

Recentemente, o Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Integração do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Sedinor) e o Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste (Idene), assinou ordem de serviço para a instalação de 2.993 cisternas e a doação de 492 caixas d´água em 142 municípios mineiros, beneficiando 12.833 famílias atingidas pelos períodos de estiagem.

O investimento total previsto é de R$ 27,8 milhões, sendo R$ 9,3 milhões provenientes de recursos estaduais por meio da Sedinor e do Idene. “O Governo de Minas Gerais tem trabalhado intensamente para garantir a efetivação dessas ações. Hoje, milhares de famílias das regiões Norte e Nordeste já podem contar com o apoio das cisternas”, enfatiza o secretário de Estado de Desenvolvimento e Integração do Norte de Minas Gerais, César Emílio Lopes Oliveira.

“Dentro do intenso investimento de combate aos efeitos da seca, essas tecnologias instaladas no Norte e Nordeste de Minas Gerais vieram facilitar o acesso à água das regiões castigadas pela longa estiagem, diminuindo a demanda de caminhões-pipa nas cidades atendidas e melhorando as condições de vida dessas famílias”, complementa o secretário.

Das 2.993 cisternas, 1.387 serão do tipo telhadão multiuso (25 mil litros), que auxiliam na produção agroalimentar, e 1.606 de placas (com 16 mil litros cada) para o consumo humano. Além disso, também foi anunciado que 492 caixas d´água serão entregues a 123 municípios, sendo que cada um deles receberá quatro caixas para melhorar as condições de vida dos mineiros que vivem na zona rural.

 

Abastecimento social

A cisterna telhadão multiuso de 25 mil litros é uma tecnologia social de armazenamento de água de chuva, constituída por sistema de captação representado por telhado, calhas, canos e cisterna.

Desde 2015, já foram instaladas outras 8.989 cisternas de polietileno, com um investimento de R$ 49,8 milhões, atendendo 8.289 famílias em 41 municípios. Ainda foram instaladas 183 cisternas de placas de consumo em dois municípios.

Umas da comunidades atentidas é o assentamento União, na cidade de Januária, Território Norte, onde vivem cerca de duas mil famílias. "As obras são muito importantes, pois ainda não temos água tratada. Para nos ajudar foram feitos algumas cisternas e reservatórios de água pela chuva. Isso tem nos ajudado bastante", conta a presidente da associação local, Vanessa.

O abastecimento dos reservatórios ocorre durante os períodos de chuva: a água que escorre do telhado de 40m² é conduzida, por meio de um sistema de calhas e canos, para o interior do reservatório que possui um diâmetro interno de 4,30 metros e 1,8 metros de altura. Com os cuidados básicos, a água será própria para saciar a sede e para o preparo de alimentos, além das necessidades diárias de uma casa.

 

Água Vida

O programa Água Vida prevê a instalação de módulos sanitários e cisternas para famílias atingidas. O Água Vida, ação do Governo Federal coordenado em Minas Gerais pelo Servas, já atendeu, até o momento, 210 famílias, contemplando os municípios de Arinos e Formoso, ambos no Território Noroeste.

Para Antônio Rodrigues dos Santos, morador da cidade de Arinos, o Água Vida levou mais dignidade para muitos em sua região, em especial para a sua família. “É primeiramente um banheiro, que nós não tínhamos, principalmente pra esposa e filhas irem na hora certa", diz Antônio Rodrigues.

Também morador do município de Arinos, João Lopes da Silva enfatiza que, agora, não falta água em sua casa. “Pra mim, foi muito melhor, porque além de eu ter a água, os amigos também têm quando falta", conta João Lopes da Silva. “Antes a gente pegava água até de cavalo. Buscava água longe pra beber", completa.

Notícias relacionadas

Governador Fernando Pimentel entrega ambulâncias para os municípios de Contagem e Betim
26/06/2017

As ambulâncias (Unidades de Suporte Básico -USB) serão destinadas à renovação da frota e reserva técnica, fortalecendo a rede de Urgência e Emergência de Minas Gerais e garantindo mais segurança e qualidade no atendimento médico aos mineiros.O investimento com a compra foi de R$ 1,57 milhão.

Ipsemg ofertará atendimento de hemodinâmica no serviço próprio
03/07/2017

Na unidade de hemodinâmica do Hgip poderão ser realizados procedimentos terapêuticos como angioplastia coronária, da carótida e de outros vasos periféricos, correção de defeitos congênitos e valvares, implantes de marca-passos de forma minimamente invasiva, além de exames diagnósticos.

Hgip ganha serviço de hemodinâmica
05/07/2017

No setor passam a ser realizados procedimentos como angioplastia coronária, da carótida e de outros vasos periféricos, implantes de marca-passos de forma minimamente invasiva, além de exames complementares de diagnóstico. O investimento do Governo do Estado e do Ipsemg foi de mais de R$ 2 milhões.