Você está aqui:

Notícias

Seminário aborda prevenção a emergências ambientais

Seminário aborda prevenção, preparação e resposta rápida a emergências ambientais

Evento, que começa na próxima terça-feira (27/11), vai discutir temas relacionados, de modo a garantir a prevenção e um melhor controle das atividades dos setores produtivos e de serviços

 

Com o objetivo de promover a troca de informações com os diversos segmentos nas atividades de produção, armazenamento, manuseio e transporte de produtos perigosos e de extração mineral, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) e a Comissão Estadual de Prevenção, Preparação e Resposta Rápida a Emergências Ambientais com Produtos Perigosos (CE P2R2 Minas), realizam, nos dias 27 e 28 de novembro, o Seminário Emergência Ambiental.

O evento acontece anualmente e, neste ano, será realizado no Auditório JK, na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, das 8h30 às 17h.

Os temas discutidos durante o encontro estarão relacionados às ações de prevenção e resposta aos acidentes ambientais, bem como a gestão dos riscos a eles associados, de forma a garantir a prevenção e um melhor controle das atividades dos setores produtivos e de serviços.

Diversas empresas privadas e instituições públicas são parceiras do evento, que tem como público os transportadores e distribuidores de produtos perigosos, indústrias, mineradoras, associações e federações ligadas ao tema, além de servidores públicos dos diversos órgãos que atuam no cenário da emergência ambiental, na sua investigação e demais interessados.

 

Primeiro dia

O primeiro dia de trabalhos contará com dois Painéis. O primeiro discutirá os trabalhos da Comissão Estadual de Prevenção, Preparação e Resposta Rápida a emergências ambientais envolvendo produtos perigosos e a atuação da Semad, do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CPMMG) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) nesse tipo de atendimento.

Já o segundo painel trará como tema o transporte de produtos perigosos: regulação, prevenção e resposta às emergências e acidentes ambientais; A regulamentação do transporte de produtos perigosos pela Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT); A legislação do Estado de Minas Gerais no contexto do atendimento às emergências e acidentes ambientais e os principais aspectos relacionados à prevenção e resposta aos acidentes envolvendo produtos químicos.

 

Segundo dia

No dia 28 de novembro serão debatidos, no Painel III, a responsabilidade administrativa, civil e criminal no processo de prevenção e resposta às emergências ambientais e a responsabilidade administrativa, civil e criminal relacionada ao dano ambiental.

O Painel IV trata os temas de sistemas de proteção na prevenção e respostas às emergências ambientais: Plano de Atendimento a Emergência (PAE); Acidentes rodoviários e a capacidade de resposta quando uma organização é certificada; os aspectos do transbordo e destombamento de veículos transportando produtos perigosos, além de uma apresentação de caso de um simulado do Pool de Imbiruçu.

 

Clique aqui para fazer sua inscrição 

Programação completa do evento

Notícias relacionadas

23/03/2016

A iniciativa se pautará na ampla mobilização social, conscientizando a população para que se aproprie do projeto e participe ativamente do plantio, da manutenção e da fiscalização. A ação priorizará regiões com danos ambientais, nascentes de rios e seus afluentes e matas ciliares.

07/06/2016

Minas Gerais passa a conter com um Comitê Coordenador Estadual para cuidar da gestão, planejamento e execução do programa Cultivando Água Boa (CAB). A ação é uma iniciativa socioambiental pensada para agir na recuperação de microbacias, proteção de matas ciliares e da biodiversidade.

Minas Gerais avança na conservação e regeneração do meio ambiente
02/06/2017

Na véspera da Semana Mundial do Meio Ambiente, celebrada a partir da próxima segunda-feira (5/6), Minas Gerais tem motivos para comemorar e também muitos desafios pela frente. Dados do Atlas dos Remanescentes Florestais da Mata Atlântica, da Fundação SOS Mata Atlântica, apontam que o desmatamento do